.

.
(Artº Quarto dos Estatutos)

WSPR



 O WSPR (Lê-se [uíspar] “sussurro” em português) sigla de “Weak Signal Propagation Reporter” é um protocolo, para computador, usado para comunicação de rádio de sinal fraco entre  radioamadores, desenhado por Joe Taylor-K1JT há poucos anos.

Como o próprio nome indica é uma transmissão de sinal fraco, em regra 200mW e permite descodificar sinais de -23dB numa banda com a largura de 2500 Hz.

Destina-se, fundamentalmente, a determinar a propagação por local e por banda. É o verdadeiro "propagaciómetro"  de que falava o Filipino (RIP).

Acoplado a um sistema de antenas permite determinar, em breves minutos,  qual a que se encontra em melhores condições (Sim/Não) para aquele local.

Os sinais recebidos são carregados, automáticamente e no momento, numa base de dados mundial com o nome de WSPRnet https://wsprnet.org

O programa, em código aberto, tem vindo a ser desenvolvido por vários OM e conta, atualmente, com cerca de 56.000 utilizadores em todo o mundo em TX e RX.

Os equipamentos utilizados são desde a construção caseira ou fabricados por QRP Labs, Sotabeams ou Zachtek, com as suas diferenças e para várias bolsas.

Para quem se queira documentar sobre o assunto encontra na Web muita informação digitando WSPR.


 baliza que ilustra este escrito é a versão TX Desktop 80to10 da Zachtek (Suécia) de 200mW, equipado com GPS que não necessita de PC podendo funcionar de qualquer lugar com uma fonte de 5V 1A .

Baliza autorizada pela ANACOM.


Sinta-se à vontade para usar, (basta selecionar o indicativo da baliza “CT1BAT” que está a funcionar, 24hx7d, desde Coimbra (IN50SE) ligada a uma EFHW 40M, em sloper a 45º .





Sem comentários: