A Tertúlia tem como objectivo principal:

a) promover acções de carácter humanitário, de ajuda a Radioamadores que dela necessitem e de colaboração na prevenção e combate a sinistros;

b) promover a aproximação entre Radioamadores dos diversos quadrantes.

(Artº Quarto dos Estatutos)


.

.

Hamradio? PROIBIDO!

Radioamador? Perigoso! Radiação! A palavra que, quando usada fora de contexto, está ligada a algo assustador como Chernobyl.
O Darc.de  (radio club alemão) informou que 120 cidadãos de Rossbach, um pequeno lugar na Baviera, assinaram uma petição com o único propósito de proibir um radioamador. A petição foi entregue ao conselho da cidade em 15 de julho.
O motivo: as emissões de radioamador é suposto serem perigosas para a sua saúde. O visado é Joachim DF3FF .

Um cidadão, Berthold Richter, escreveu uma carta para o jornal local:
 

 Radioamador? Não Obrigado!
Eu acho "Um pouco mais de radiação, que realmente importa? Afinal de contas, usando telefones DECT sem fio, Wi-Fi e telefones celulares tenho radiação em minha própria casa de qualquer maneira.”
Após alguns cálculos a conclusão foi de que com a saída máxima legal, a radiação (causada pelo sinal de radioamador) é equivalente a 200 telefones celulares no modo UMTS.  Isso é muito menos do que tem na sua própria casa, tudo junto.

A carta acima foi uma reação ao fato de que as agências federais, incluindo o Departamento de Saúde alemão, que expressou que tal proibição é:
  1. impossível, porque ele não estaria em conflito com as leis federais,
  2. desnecessário, porque não há nenhum risco extra para a saúde de ninguém.
 E propõe que a decisão (não negociável) seja a seguinte:
(Tudo proibido)
Possuir / usando telefones celulares: PROIBIDO. Multa mínima: 3.500,00 € . 
Possuir / usando dispositivos capazes WiFi pontos de acesso / WiFi: PROIBIDO . Multa mínima:4.500,00 €
Possuir / o uso de dispositivos PLC / PLT: PROIBIDO . Multa mínima: 5.500,00 €
Joachim DF3FF será transferido para uma residência da sua escolha fora da cidade; todos os custos e as despesas serão pagas pelos reclamantes.


Nós por cá, estamos de acordo!

Sem comentários: