A Tertúlia tem como objectivo principal:

a) promover acções de carácter humanitário, de ajuda a Radioamadores que dela necessitem e de colaboração na prevenção e combate a sinistros;

b) promover a aproximação entre Radioamadores dos diversos quadrantes.

(Artº Quarto dos Estatutos)


.

.

Reunião EURAO 2011 em Barcelona

A ORGANIZAÇÃO EUROPEIA DE RADIOAMADORES (EURAO) celebra a sua reunião anual este próxima fim de semana, 28-30 de outubro, em Barcelona (Espanha), a que assistirão representantes de varias associações de diversos países do velho continente. Novos membros serão benvindos.
Os temas a tratar vão desde aspetos de funcionamento interno até projetos internacionais.
EURAO tem atualmente associações membro na Bélgica, França, Grécia, Itália, Portugal e Espanha. Também simpatizantes na Argentina, Austria, Brasil, Bulgária, Chile, Holanda, Polónia, Roménia, Reino Unido, Estados Unidos da América, Uruguai e Venezuela.
Todos eles participando do seu projeto estrela: EuroBureauQSL, uma alternativa aberta ao clássico sistema de “bureau’s”.
As redes digitais de radioamadores e seus padrões também estão na agenda da reunião.
Certamente um fim de semana muito apertado, ainda que se espere haja tempo suficiente para visitar a cidade, os seus monumentos e os seus recantos, provar a variada cozinha mediterrânica e saborear os vinhos da terra, num verdadeiro e necessário exercício de “socialização” entre colegas do mesmo hobby, ainda que com idiomas, culturas e pontos de vista diversos.
Convidamos todas as associações europeias independentes de radioamadores a participar da reunião e dos trabalhos e atividades posteriores. (in www.eurao.org/pt)
A TRGM estará presente, representada por José Machado - CT1BAT.

Radioamadores vs proteção civil

Está a chegar o Inverno e, com ele, as imprevisíveis inclemências da Natureza.
Ainda que com alguma dificuldade, lá encontrámos, na página da Autoridade Nacional de Proteção Civil o “alerta” ( que era suposto estar em destaque na página de abertura, mas não…quem o quiser ver vai a SITUAÇÃO OPERACIONAL  e, lá no fim, há um link para os ALERTAS DE PROTEÇÃO CIVIL…) dizia, que há um “alerta”
SITUAÇÃO ADVERSA
Chuva ,vento forte e agitação marítima
EFEITOS EXPECTAVEIS
Piso escorregadio e formação lençóis de água; Cheias rápidas; Danos estruturas; Acidentes na orla costeira.

em todos os distritos, para o período das 12:00 h de 23/10 até às 12:00 h de 24/10.
Mas, o que é que isto tem a ver com os Radioamadores? Sim, porque independentemente de alguns exercícios em jipes de bombeiros de que vamos tendo notícia, os Radioamadores não têm preparação de socorrismo (qualquer um que a tenha é por exceção e não constitui a regra).
Quem tem preparação para socorrer são os bombeiros, não sei se as forças policiais (ou sei?) ou, talvez, os militares …
Os Radioamadores o que sabem (e bem!) é COMUNICAR e são os únicos que têm condições de o fazer em absoluta independência dos meios tradicionais de comunicação e das fontes de energia que suportam esses meios (telefones, telemóveis, etc).
Mas para isso seria necessária uma grande catástrofe ?!?
Nem por isso… Certamente já viram um bairro ficar sem luz devido à queda de um ramo de árvore… já houve um apagão devido a uma (pobre) cegonha…um fenda provocada por um sismo que corta um cabo de comunicações ou de energia… e sem energia as centrais telefónicas não funcionam, os telemóveis emudecem, os repetidores dos bombeiros, polícia, proteção civil, simplesmente, deixarão de funcionar ao fim de algum tempo, se os geradores arrancarem! Resta-nos saber (ou não?) se a moderna rede (digital) SIRESP funciona sem a rede de cabo… e assim acontece com tudo o que é suportado na chamada rede digital. Até, no caso dos Radioamadores, o DStar, a maioria dos repetidores e Echolink, chau!
Quem sobra com condições de se comunicar?: - Os Radioamadores, em rede rádio analógica! Eventualmente os militares afectos às radiotransmissões. Com uma diferença: os Radioamadores estão por todo o lado e não dependem de qualquer estrutura que lhe forneça os meios ou que lhes dê a ordem.
Primeiro porque, os Radioamadores, têm meios/condições de o fazer em autonomia, porque conhecem os meios e são especialistas em “Comunicação”! Porque testamos regularmente os nossos rádios e antenas e sabemos construi-las; porque estamos treinados a interpretar os sinais mais débeis, para isso treinamos QRP; porque em qualquer estação, há sempre um acumulador, um alimentador de emergência, um portátil com uma ou duas baterias, … sabemos comunicar por sinais, de morse ou bandeiras… Porque temos consciência da imprevisibilidade da mãe Natureza e da fragilidade dos meios de comunicação! Porque somos membros de uma comunidade e estamos, como sempre estivemos, ao seu serviço!
Mas, preocupações para quê?
A Proteção Civil, em caso de necessidade, requisita (?!?) os escuteiros, os radioamadores, os… toda a população que são todos “ voluntários de proteção civil” ?!? Isto se o prédio da dita não cair primeiro, se encontrarem o papel onde está escrito o nº de telefone, se os telefones funcionarem e se, de todo, concluírem que não o conseguem fazer com os, bem equipados, carros de comunicações. Sim, porque há um canal rádio de comunicação entre a PC e as associações que têm protocolo com a ANPC … experimentem fazer uma chamada de teste e ficam a saber que … o canal não funciona...
Assim, só nos resta enquanto detentores de meios de comunicação autónomos, de conhecimentos suficientes,  de treino nos nossos field day e exercícios simulados de emergência, estarmos preparados, em especial nestas alturas para, em qualquer momento, zarparmos para um sítio seguro com os nossos rádios, baterias  e antenas e pôr a nossa rede a funcionar, porque a comunidade pode precisar dela.

Colega Radioamador, de acordo com a sua disponibilidade tenha, pelo menos e sempre em prontidão incluído no seu kit de emergência, 1 portátil de VHF, com uma bateria suplente carregada ou uma bateria e uma antena vertical que possa levar para o campo. Em caso de emergência, sintonize o canal de chamada (145.500 MHz) e mantenha-se em escuta, emitindo apenas para assinalar a sua presença ou se fôr chamado.
Se tiver possibilidade de estar no campo, equipado com HF, sintonize as frequências de emergência em 40 ou 80 metros (7110 KHz ou 3760 KHz).

Estar "permanentemente" preparado é, apenas, o que nos falta.
Neste domínio, o “agente de proteção civil” na sua comunidade é você Radioamador!
O resto … não nos diz respeito.
Lembre-se do nosso lema: MESMO QUANDO TUDO FALHA…UM RADIOAMADOR ESTÁ OPERATIVO!!!

Estação-Oficial da XVII FEIRA DE RÁDIO de COIMBRA 2011 - 20 de Nov. - CR5FRC


Estação-Oficial
da XVII Feira de Rádio de Coimbra – 2011


Entre as 09:00 e as 17:00 horas locais do dia 20 de Novembro, estará ativa, na Feira de Rádio de Coimbra, a estação-oficial da feira com o indicativo de chamada CR5FRC. As bandas e frequências previstas, são as seguintes:
Banda (metros)
Frequência de trabalho para a
CR5FRC
QRG c/finalidade específica
80
3680 (+10-10 KHz)
3690 SSB QRP
40
7080 (+10-10 KHz)
7090 SSB QRP
20
14180 (+10-10 KHz)

15
21275 (+10-10 KHz)
21285 SSB QRP
10
28350 (+10-10 KHz)
28360 SSB QRP
  2
145.550/145.575 Narrow

  .70
433.550/433.575 Wide


A estação CR5FRC será operada por membros da Tertúlia dando-se oportunidade, em particular, aos novos colegas CR7 que, assim, têm oportunidade de praticar a emissão sob supervisão dos responsáveis da TRGM.
Às estações que contatarem com a estação CR5FRC  será atribuído um QSL especial remetido via EURAO/EuroBureauQSL.

Software ICNIRPCalc

Para quem se interessa por esta temática, informamos que se encontra disponível para descarga, no site da IARU, em http://iaru-r1.org/index.php%20option=com_remository&Itemid=173&func=startdown&id=410 o software "ICNIRPCalc" da autoria do nosso colega Thilo Kootz (DL9KCE).
Este software permite calcular distâncias de segurança
aplicadas às antenas de radioamador, tendo em conta os limites impostos pelo ICNIRP relativo à exposição às radiações eletromagnéticas, nas faixas entre 1 e 30 MHz e entre 300 e 2000 MHz.
Desde que o mundo existe, que todos os seres à face da terra estão sujeitos às radiações não ionizantes provenientes da luz solar, das tempestades eléctricas, dos fenómenos atmosféricos, etc., que são fenómenos naturais. Essencialmente, a partir do advento das radiocomunicações no século XIX com MARCONI, e especialmente após a 2ª Guerra Mundial, os sistemas de radiocomunicação proliferaram. À nossa volta existem os radares civis e militares, que são uma presença constante nas maiores cidades (ex: Lisboa), as rádios locais (frequentemente com emissores de milhares de Watts de potência), os rádio amadores, os sistemas de comunicação privadas (ex: trunking e radiomóvel), e muitos mais. Não é um fenómeno que ocorra apenas há 10 ou 15 anos!
Mesmo nos dias de hoje, as antenas telefónicas contribuem muito pouco para a exposição total a que estamos sujeitos, porque a intensidade das emissões a nível do solo é da mesma ordem de grandeza das estações de rádio e TV e, frequentemente, mesmo muito inferior.
De acordo com a recomendação 1999/519/EC, a União Europeia estabeleceu limites para o nível de radiação com um factor de segurança de 50 entre o valor crítico para efeitos maléficos e a restrição base.
(in TELEMÓVEIS E ANTENAS)
mais...
Orientações ICNIRP, (tradução automática)

Nova faixa para amadores em 480 kHz - 472 kHz

A CEPT propõe a atribuição de frequências para rádio amador em onda média numa pequena parte de cerca de 15 kHz na faixa dos 500 kHz numa base secundária - esta proposta foi feita por uma equipa de projeto de cerca de 50 representantes de governos europeus e outras partes interessadas na preparação para a próxima Conferência Mundial das Radiocomunicações WRC12, reunida em Mainz, no final de Setembro, na sequência de um convite da Alemanha.
A discussão levou a um compromisso, sobre o tamanho da faixa de rádio amador, designadamente 480 kHz - 472 kHz, com uma potência máxima de 5 W EIRP.
É provável que outros governos possam juntar-se a este resultado, da reunião de Mainz, para que o CEPT em nome de todos os seus membros possa decidir no WRC12 que terá lugar  em Genebra em Jan/Fev 2012.

EURAO Meeting 2011

EuroBureauQSL
"A primeira reunião presencial da Organização Europeia de Radioamadores (EURAO) ocorrerá na capital catalã (BARCELONA) este outono. A ela assistirão os representantes legais das diversas associações-membro que atualmente tem no continente.
Cabe à Federação Digital EA, a honra e a responsabilidade de preparar a receção e a hospitalidade a esses dirigentes, esperando-os uma agenda apertada de trabalho, com temas que vão desde as finanças às QSLs, passando pelas redes digitais e pelas relações institucionais.
Os radioamadores também integram a Europa!" (in ¡Boletín Informativo de Septiembre! de Federación Digital EA (FEDI-EA))
A TRGM estará representada pelo Presidente da Direção, José Machado-CT1BAT.

XVII FEIRA DE RÁDIO de COIMBRA 2011 - 20 de Nov.

Como habitualmente, nos finais de Novembro, a Tertúlia promove a maior concentração de Radioamadores na zona centro de País, a FEIRA de RÁDIO de COIMBRA.
Trata-se de um acontecimento de Radioamadores para Radioamadores onde o mais importante é o encontro e o convívio! Por acréscimo damos oportunidade de os comerciantes convidados apresentarem as suas propostas.
A Feira de Coimbra é uma oportunidade de os Colegas "trocarem" além de ideias e cumprimentos, o material a mais nas suas estações.

Como o material novo e as novidades, também, são importantes convidámos os comerciantes que melhores preços têm para os Radioamadores que, continua a ser o Rodrigo da Angro-Comunicaciones, SL / Hamradio.es que, nesta altura, faz preços especiais e que, este ano e pela primeira vez, apresenta as famosas antenas e baluns G0KSC MODELS representadas pela EAntenas.es,

além das conhecidas marcas Yaesu, Icom, Kenwood entre outras.


Novidades da Feira de Coimbra 2011:
Novo espaço = MAIOR ESPAÇO
Localização junto à estação de COIMBRA-B e RODOVIÁRIA
5 minutos, a pé, do Forum Coimbra e do Centro da Cidade
Estação Especial CR5FRC

Porque, ano após ano, o número de colegas que nos dão o prazer da sua visita, tem vindo a crescer exponencialmente, este ano, escolhemos um novo local para a feira, o HOTEL DONA INÊS, junto ao Rio Mondego e à Ponte Açude.

O HOTEL DONA INÊS é um hotel 5 estrelas que, além das suas magníficas instalações, se situa a 10 minutos a pé da estação da CP de Coimbra-B e nas traseiras da Rodoviária/Rede Expressos e a 5 minutos, a pé, do centro da cidade de Coimbra

É uma excelente oportunidade para trazer a família que, enquanto o colega visita a Feira, poderá visitar a cidade (a 5 minutos) ou o Fórum Coimbra (a 5 minutos do outro lado do rio).
Se quiser vir no Sábado, o hotel faz um preço especial para os visitantes da Feira de Rádio de Coimbra. Consulte a recepção.


  À volta do hotel existe muito espaço para estacionamento gratuito.

A Feira vai ocupar uma  área de perto de 400 m2 e tem espaço anexo exterior para os fumadores.
Pela primeira vez, haverá demonstração de funcionamento de equipamentos e uma estação de radioamador, a CR5FRC ( CR5 Feira Rádio Coimbra) a funcionar durante todo o período da feira em HF, VHF, UHF e SHF que outorgará QSL Especial.
A frequência de chamada para a Feira de Rádio de Coimbra será 145.575 MHz.

A Feira abrirá às 10:00 horas e encerrará às 16:30 horas locais.
Entre as 12:30 e as 14:00 horas decorrerá numa sala (privada) ao lado o almoço de confraternização entre todos os Radioamadores e familiares que nos queiram dar o prazer da sua companhia. Poderá inscrever-se através do nosso email trgm.pt@gmail.com até 3 dias antes ou, excepcionalmente, logo à chegada à Feira.

Caro Colega Radioamador,
de COMBOIO, de Autocarro ou de automóvel (venha como quiser!)
mas NÃO PERCA a FEIRA de COIMBRA no próximo dia 20 de Novembro.
Até lá!